22 julho 2013

Grade

Não sou daqui
de ninguém
Tudo que além
resta o que de mim sobra
Não vou pra lá
ao que me querem
Não veem que ferem
o peito que no meio dobra.



Nenhum comentário:

Postar um comentário